Dia da Mulher: mini saia

Hoje “Dia Internacional da Mulher”, vamos falar de uma peça muito marcante: a mini saia. Historicamente até o período da Belle Epoque os vestido eram longos e cobriam a perna toda. Foi só a partir da década de 20 que a mulher passou a mostrar os tornozelos. Nessa época a mulher aderiu ao comprimento abaixo do joelho (que era considerado curto).

1-mini-saia-skirt-twiggy-anos-60-retro-vintage-moda-historia-feminismo-dia-da-mulher-brecho

Mas foi só após a Segunda Guerra Mundial (década de 60) que a mini-saia passou a ser usada por jovens mulheres como um sinal de rebeldia e emancipação, afinal, mostrar o joelhos e parte da coxa não era algo comum:

2-mini-saia-skirt-twiggy-anos-60-retro-vintage-moda-historia-feminismo-dia-da-mulher-brecho

Não se sabe ao certo quem “criou” a mini saia, mas Mary Quant, André Courrèges, Yves Saint Laurent e Pierre Cardin foram os primeiros a ter esse comprimento “mini” nas suas coleções, em saias e vestidos. A modelo Twiggiy (foto acima à direita) foi importante para disseminação dessa nova geração de mulheres que reivindicavam seus direitos, a sensualidade e a sexualidade.

3-mini-saia-skirt-twiggy-anos-60-retro-vintage-moda-historia-feminismo-dia-da-mulher-brecho

Preços: 1- Saia NK (42) R$59 | 2- Saia P (G) R$49 | 3- Saia FOREVER 21 (P) R$29 | 4- Saia PATACHOU (M) R$39 no Brechó Capricho à Toa 

E você? Gosta de mini saia? Onde e como costuma usar? O que achou desses modelos “retrôs”? Deixe o seu comentário!

Beijos,

Natália Adachi – @natiadachi | Moda e MKT 

Capricho à Toa Muito além de um brechó. Um shopping com preço justo!

Já segue no Instagram? @caprichoatoa. Já curtiu nossa página? Facebook!