BR.Ecoera: 3º dia de desfile

O último dia de desfiles do BR.Ecoera apresentou marcas e novos estilistas, que de alguma forma, realizam um trabalho voltado à moda sustentável, peças de brechó “reformuladas e customizadas”, uso de materias de descarte e também itens handmade são alguma das alternativas para essa “ecomoda“.

A Será o Benedito foi lançada em 1995 nos desfiles do Phytoervas Fashion com a filosofia de respeito ao meio ambiente, à sustentabilidade e à ética. Eles são um dos pioneiros, quando o assunto é moda sustentável.

Thais Signorini está participando pela 1ª vez do BR.Ecoera, toda a sua coleção foi tricotada por ela e sua mãe com fios e tingimento natural.

Gustavo Silvestre trabalha com tricô e crochê, mas para essa coleção misturou o seu artesanato com a produção de maquinário descartada da Gig, que doou seus resíduos.

Fabio Kawallys Gurjão seleciona peças de brechó e custumiza com aplicações de tacha, estêncil, patch, corrente, pedaços de retalhos… um trabalho incrível.

Fernanda Ferrugem faz seu primeiro desfile em SP! São as peças de upcycling e únicas. Fernanda já teve um espaço de brechó dentro do Espaço Ferrugem e hoje continua a fazer pesquisas e intervenções em peças vintage.

(Clique na foto para ampliar | Fotos em ordem aleatória | Créditos: Lívia Souza / Capricho à Toa) 

Gostou das fotos? O que achou dos defiles desse dia? Aproveite e siga nosso Instagram:@caprichoatoa.

Me acompanhe nas redes sociais: Instagram | Twitter | Pinterest | Blog

E curta a página no facebook: Natalia Adachi – Moda

Beijos,

 Natália Adachi  e  Fabs Generoso